Quais são os fatores a serem considerados para as análises de condutividade com os medidores da Orion?

ID Artigo

ID Artigo HE166

Data da Publicação

Data da Publicação 08/28/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Quais são os fatores a serem considerados para as análises de condutividade com os medidores da Orion?
Resposta
Utilize uma célula de condutividade adequada, levando em consideração a faixa de medição, a constante, tipo de amostra, resistência de acordo com o uso (ex. campo ou bancada), a pureza da amostra de água, o tipo de sensor, faixa do padrão de calibração, entre outros;
  • Entenda antecipadamente os efeitos da temperatura, uma vez que as medições de condutividade são afetadas por esse fator;
  • Para maior precisão ative a função para compensação de temperatura em seu medidor Orion que possibilitará calcular e exibir a condutividade na temperatura de referência escolhida;
  • Defina cuidadosamente as configurações de temperatura, pois o modo que esse parâmetro foi determinado e aplicação podem interferir na precisão de suas análises;
  • Faça uma leitura de condutividade somente quando o equilíbrio de temperatura for alcançado. Reforçando que, a condutividade depende da temperatura, portanto, o ideal é permitir um tempo para que o sensor se equilibre na mesma temperatura da amostra;
  • Reduza as calibrações baseadas em muitos pontos. De acordo com a ASTM, uma calibração de um ponto da constante da célula em uma condutividade representativa é suficiente para leituras precisas. Caso as amostras tenham uma grande variedade de níveis de condutividade, um ou mais pontos podem ser realizados;
  • Tome um cuidado adicional ao manusear as amostras com níveis baixos de condutividade, pois a estabilidade e a pureza delas podem influenciar na precisão da leitura ou serem afetadas por contaminação, absorção de CO2 e desgaseificação;
  • Evite escolher padrões de calibração com faixa muito baixa, porque eles são propensos a contaminação e difíceis de usar com sucesso. É possível obter maior precisão, calibrando a 100 µS/ cm ou mais.
  • Consulte as instruções de armazenamento e manutenção da sua célula de condutividade. O armazenamento incorreto, seja a curto ou longo prazo, pode alterar a superfície e ocasionar impactos no desempenho;
  • Procure verificar como calcular o fator de sólidos totais dissolvidos (TDS). As leituras de condutividade podem ser utilizadas para determinar uma estimativa do TDS, aplicando um fator TDS na configuração do medidor. Esse valor de sólidos totais dissolvidos é uma estimativa, pois o valor efetivo de TDS é encontrado através de testes gravimétricos.