Qual a relação que o cloro e a turbidez possui com osmose reversa?

ID Artigo

ID Artigo HE152

Data da Publicação

Data da Publicação 08/26/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Qual a relação que o cloro e a turbidez possui com osmose reversa?
Resposta

As membranas de osmose reversa mais clássicas, como as de poliamida e membranas de nano filtração são suscetíveis ao ataque do cloro livre e acabam perdendo seu desempenho depois da exposição ao cloro.

Então por isso há a necessidade de remover o cloro livre da água de entrada antes da dessalinização para evitar os custos altos de troca precoce de membrana de osmose reversa.

Mesmo com filtros de carvão ativado antes da entrada da osmose, que desempenha o papel de retirar o cloro livre da água, pode acontecer de passar cloro livre residual para a membrana por diversos motivos, sejam eles filtros já saturados, filtros com caminhos preferenciais ou até filtros defeituosos.

Por isso é importante fazer o controle do cloro residual antes da entrada na osmose reversa.

Além disso, é importante também para a proteção da membrana de osmose, realizar análises de turbidez, para garantir que a água esteja entrando com pouco material dissolvido ou suspenso, ou seja, para garantir que a pré-filtração está sendo efetiva, assegurando assim uma maior longevidade da membrana de osmose reversa.


* Promoção válida para o item HX0001-06832 até 25 de setembro ou enquanto durarem os estoques.