Nota de aplicação: Avalie a viabilidade e proliferação celular com leituras colorimétricas na SpectraMax ABS Plus

ID Artigo

ID Artigo HE149

Data da Publicação

Data da Publicação 07/23/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Nota de aplicação: Avalie a viabilidade e proliferação celular com leituras colorimétricas na SpectraMax ABS Plus
Resposta
Os sais de tetrazólio, como o MTT, são empregados há muito tempo em ensaios colorimétricos para avaliar a atividade metabólica celular. As células viáveis produzem enzimas que convertem MTT amarelo (brometo de 3- (4,5-dimetiltiazol-2-il) 2,5-difeniltetrazólio) em formazan roxo insolúvel. Quanto mais células viáveis estiverem presentes em uma amostra, mais intensa será a cor púrpura. O formazan é solubilizado por adição de um segundo reagente e, em seguida, a absorbância das amostras é medida em 590 nm em um leitor de microplacas, fornecendo uma leitura conveniente para a viabilidade ou proliferação celular.
Embora seja fácil de executar, o ensaio MTT requer duas etapas de adição e incubação de reagentes, reduzindo seu interesse quando o tempo é limitado ou as amostras são numerosas. Na nota de aplicação, um ensaio MTT é comparado com outro ensaio colorimétrico de citotoxicidade celular, que utiliza um corante solúvel em água exclusivo, cujo espectro de absorção muda com a redução celular. Neste ensaio, um único reagente é adicionado às células e, após a incubação, a absorbância é medida em 570 nm e 675 nm. A taxa de absorbância (OD570 / OD675) é proporcional ao número de células viáveis na amostra.
Ambos os kits MTT e de citotoxicidade celular podem ser usados para medir a proliferação celular (células viáveis) e a citotoxicidade. A escolha será baseada principalmente no fluxo de trabalho desejado e no tempo necessário. A detecção de viabilidade foi realizada plaqueando células HeLa em diluição seriada em placas de 96 poços. A citotoxicidade foi medida com as células HeLa tratadas com doxorrubicina, um medicamento quimioterápico que interrompe ou retarda o crescimento de células cancerígenas inibindo a enzima topoisomerase-2. Os ensaios de citotoxicidade MTT e citotoxicidade celular foram lidos na leitora de microplacas SpectraMax® ABS Plus (Molecular Devices), capaz de ler uma microplaca de 96 poços em menos de 10 segundos. É possível obter até 70% de economia no tempo total do teste ao usar o teste de citotoxicidade celular ao invés do ensaio clássico MTT.

Clique no link para acessar a nota de aplicação:
https://www.moleculardevices.com/sites/default/files/en/assets/app-note/br/assess-cell-viability-and-proliferation-with-colorimetric-readouts.pdf