Nota de aplicação: Medida da viabilidade de células cancerígenas usando um ensaio de luminescência estável e homogêneo.

ID Artigo

ID Artigo HE145

Data da Publicação

Data da Publicação 07/23/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Nota de aplicação: Medida da viabilidade de células cancerígenas usando um ensaio de luminescência estável e homogêneo.
Resposta
Os ensaios de viabilidade celular luminescente oferecem sensibilidade e um fluxo de trabalho fácil para monitorar os efeitos de várias condições experimentais. Utilizam a reação da luciferase do vaga-lume (firefly) como uma maneira de determinar o número relativo de células vivas sob diferentes tratamentos ou condições experimentais. As células metabolicamente ativas produzem ATP, o que é requerido pela reação da luciferase. Quando o ATP é o componente limitante da reação, a quantidade de luz produzida é proporcional e serve como leitura do número de células viáveis.
A nota de aplicação mostra a validação do desempenho do kit CellTiter-Glo 2.0 Cell Viability Assay (Promega) na leitora de microplacas multi-mode SpectraMax® iD5 (Molecular Devices). Tanto o ATP quanto as células viáveis foram usadas para gerar curvas padrão demonstrando a sensibilidade e linearidade do ensaio. Para confirmar a utilidade do teste CellTiter-Glo 2.0 na avaliação da citotoxicidade, a linhagem celular de câncer de mama MCF7, que expressa receptores de estrogênio (ER), foi tratada com tamoxifeno, um modulador seletivo do receptor de estrogênio (SERM) para induzir a morte celular.

Para mais informações, acesse no link a nota de aplicação:
https://www.moleculardevices.com/sites/default/files/en/assets/app-note/br/measure-cancer-cell-viability-using-a-homogeneous-stable-luminescence-assay.pdf