Nota de Aplicação: Monitore a endotoxina com a leitora de microplacas SpectraMax ABS Plus

ID Artigo

ID Artigo HE116

Data da Publicação

Data da Publicação 06/14/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Nota de Aplicação: Monitore a endotoxina com a leitora de microplacas SpectraMax ABS Plus
Resposta

O monitoramento de contaminantes é uma etapa crítica durante o processo de produção nas indústrias farmacêuticas e de dispositivos médicos. Um contaminante frequente, a endotoxina, pode causar febre, inflamação, dor de cabeça, náusea e até morte. Encontrada na parede celular de bactérias gram-negativas, a endotoxina foi rotineiramente detectada usando o teste sensível e específico de lisado de amebócitos de Limulus (LAL). Na presença de endotoxinas, o LAL, obtido a partir do caranguejo Limulus polyphemus, coagula através de uma cascata mediada por enzimas, que pode ser quantificada por testes de coágulo em gel, turbidimetria ou colorimetria.

O ensaio LAL turbidimétrico cinético PYROGENT ™ -5000 da Lonza é um ensaio cinético no qual a coagulação LAL é monitorada como um aumento da turbidez ao longo do tempo, que pode ser medido cineticamente em uma leitora de placas de absorbância. Quanto mais endotoxina estiver presente inicialmente, menor será o tempo de início “Onset time” (também conhecido como tempo de reação), o tempo necessário para que a absorbância de uma amostra aumente uma quantidade especificada acima de seu valor inicial. Uma curva padrão de tempo de início “Onset time” versus concentração padrão é executada para calcular a quantidade de endotoxina presente em uma amostra. O ensaio pode ser usado para detectar níveis de endotoxina de 0,001 a 10 unidades de endotoxina (EU) / mL.

Para ter acesso a nota de aplicação, por favor clicar no link abaixo:

https://www.moleculardevices.com/en/assets/app-note/br/monitor-for-endotoxin-with-spectramax-abs-plus-microplate-reader