Qual é a relação entre DBO, DQO e TOC?

ID Artigo

ID Artigo HA38

Data da Publicação

Data da Publicação 01/16/2020
Imprimir
Pergunta ou Título
Qual é a relação entre DBO, DQO e TOC?
Resposta
A Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) pode ser estimada a partir de medições da Demanda Química de Oxigênio (DQO), se uma correlação for estabelecida.
Isso requer dados históricos das medições de DBO e DQO realizadas durante um período de tempo. Normalmente, o resultado médio de DBO é dividido pelo resultado médio de DQO para encontrar um "fator de conversão" entre os dois parâmetros. Então se multiplicaria seus resultados de DQO por esse fator para estimar.
 
Os valores de DQO são quase sempre mais altos que os valores de DBO para a mesma amostra. Como resultado, o fator de multiplicação geralmente será menor que um.
 
Uma vez estabelecida, a correlação será aplicada apenas à amostra usada para criá-la (não se pode usar a correlação com amostras colhidas de outras fontes de água). Se a composição da amostra mudar significativamente (devido à temperatura ou variações sazonais), pode ser necessário estabelecer uma nova correlação.
 
As medições de carbono orgânico total (TOC) também podem ser usadas para estimar o DBO usando uma correlação. Os mesmos métodos e considerações se aplicariam.
 
Medições por absorbância ultravioleta (UV) também foram usadas para estimar esses parâmetros por correlação.

Mais informações sobre a relação entre DBO, DQO e TOC podem ser encontradas no documento a seguir (este documento é bastante antigo, muitos dos instrumentos mencionados são obsoletos):
 
The Science of Chemical Oxygen Demand